Suez

TEMPORADA 2 – EGITO

ETAPA 1 – SUEZ

  • SMS01 16/06 – Olá pessoal. Agora são 10:00 horas da manhã, e estou na ponte de comando do navio mercante Sharsarae, um cargueiro que ruma para a Ásia levando mercadorias da Europa. Como muitos outros navios, o Sharsarae tem um caminho certo por onde passar, o Canal de Suez. Meu primo Fernando está comigo. Ele me ligou enquanto eu estava no Brasil, me falando que havia lido sobre minha expedição pela PokeGeo no blog, e que gostaria que eu o encontrasse na Grécia, onde ele estava treinando em sua própria jornada pokémon para ser um campeão. Assim como Fábio, Fernando é um treinador profissional de Pokémons, rankeado na liga pokémon, mas ao contrário de Fábio, ele não planeja participar do Pan Americano de Pokémon, mas sim entrar no mundial de interclubes, onde representaria um clube, o Noroeste de São Paulo. Para isso precisa treinar muito, vencer o campeonato brasileiro, e depois o campeonato das américas, mas antes de tudo, como todo treinador, ele precisa juntar insígnias. E isso só é possivel vencendo líderes de Ginásios pokémon.
  • SMS02 – Fernando me disse seu tutor, o professor Pereira, recomendou ele fosse para o Egito, a fim de compreender melhor o místério dos pokémons, e batalhar contra líderes de ginásio diferentes. Então, encontrei meu primo na Grécia, embarcamos em Sharsarae e rumamos para o Egito. Agora é quase noite, e o sol está se pondo. Do convés do navio vejo o grande porto de Port Said, ao lado da boca do canal de Suez, salpicado de luzes brilhantes. Amanhã finalmente pisaremos no Egito, e começaremos uma aventura nova.
  • SMS03 17/06 – Chegamos a Port Said logo pela manhã, e deixei yanma sair para passer voando por aí. Meu primo Fernando deixou seu pidgeotto voar com yanma, e conhecemos o prédio administrativo do Canal de Suez, um lugar impressionante. De lá seguimos para o centro Pokémon de Port Said, onde encontramos a enfermeira Joy da cidade. Lá conhecemos Zack, um treinador que ruma para a cidade de Ismailia, onde pretende participar de uma batalia de ginásio e conquistar a insígnia de Suez. Interessa do pelo assunto, Fernando perguntou para Zack se poderiamos aconpanhá-lo, e ele ficou feliz em ter companhia. Ismailia ficava na metade do Canal de Suez, na margem esquerda de que vinha da Ásia, e seu líder de ginásio era famoso por seu bravo Gyarados. Será uma aventura interessante.
  • SMS04 – A tarde eu e Fernando levamos Zack até o navio Sharsarae, e o capitão gentilmente concordou em nos levar através do canal de Suez até a cidade de Ismailia. O capitão era um senhor distinto, com barba branca, e disse que o líder do ginásio de Ismailia era conhecido pelos navios que cruzam o canal, pois ele usa seus pokemons tipo água para ajudar na navegação. Agora estou em minhas acomodações no navio, e espero que amanhã cheguemos até o ginásio. Durante o jantar Zack e Fernando resolveram batalhar para poderem treinar seus pokémons. Será uma batalha interessante, pois ambos estão empolgados com a viagem.
  • SMS05 18/06 – Pela manhã, depois de um bom cafá da manhã com a tripulação do Sharsarae, Fernando e Zack estavam no convés do navio, prontos para a batalha, e eu fui o árbitro. Fernando chamou seu pidgeotto para a batalha, e Zack chamou seu Vibrava. A vantagem era de Fernando, mas a batalha 1 contra 1 foi dura. A tripulação do Sharsarae parou para assistir, e ficaram impressionados com as rajadas de vento de pidgeotto, que varreram o convés da poeira e acabaram derrubanto vibrava. Zack me pareceu desapontado, mas espero que ele aprenda logo saiba enfrentar a derrota, pois ela faz parte de qualquer esporte. Agora estou apoiado na amurada do navio olhando a água passar e a margem arenosa do canal. Ao fim do dia estaremos chegando em Ismailia.

  • SMS06 – Durante o resto do dia ficamos conversando no convés e vendo o canal de Suez passar enquanto o Sharsarae navegava, então aproveitei para anexar e enviar essa foto aí em cima, da cidade de Port Said, do prédio de administração central do canal de Suez. Depois Zack contou a mim e a Fernando que havia iniciado sua jornada pokémon a pouco tempo, e tinha acabado de conseguir três pokémons, o mínimo necessário para as batalhas de ginásio. Agora estamos em Ismailia. A cidade é acolhedora e fica as margens do canal, e vários navios passam ao lado da cidade todo ano. Olhar o Sharsarae indo embora foi estranho, visto da cidade ele parecia andar sobre a terra, pois não conseguiamos ver a água do canal. O centro pokémon aqui é muito bem cuidado, e amanhã vamos até o ginásio conhecer o líder e agendar as batalhas de Zack e Fer.
  • SMS07 19/06 – Tomamos um café da manha reforçado e seguimos para o ginásio de Ismailia, onde esperavamos encontrar o líder, mas ele não estava lá. Então, sem ter muito o que fazer fomos passear pela cidade, e apreciamos a vista do lago Tinsah, um dos grandes lagos que formam o canal de Suez. Vimos murkrows voando, e feebas saltando na água.
  • SMS08 – Depois do almoço, nós três seguimos para a universidade do Canal de Suez, estabelecida em um belo prédio as margens do canal de água, e do alto da torre pudemos ver um navio na distância. Depois de tudo isso voltamos ao centro pokémon, pois Zack e Fernando precisavam descansar. Amanhã voltaremos ao Ginásio de Ismailia para desafiar o líder.
  • SMS09 20/06 – O dia amanheceu com um sol forte e o céu claro hj, e partimos direto para o ginásio. Lá a recepcionista disse que tudo no ginásio estava aberto aos visitantes, mas o líder, chamado Jhahir, ainda estava fora. Descobrimos que Jhahir estava ajudando em um problema com um dos navios no canal, e agora seguimos em direção ao sul, margeando o canal com um jeep e um aluno de Jhahir para tentar ajudá-lo.
  • SMS10 – Era um grande navio cargueiro que teve problemas em uma das hélices. Jhahir estava ajudando e seu Gyarados estava tentando desemperrar a hélice com um tiro de bomba d`água, mas estava complicado. Talvez seria necessário trazer os mecânicos, mas Jhahir disse que ja havia ajudado navios com o mesmo problema. De qualquer forma, no fim do dia, sentamos para conversar, e Jhahir nos conheceu melhor. Ele ficou entusiasmado quando soube que eu era da PokeGeo e que Fernando e Zack queriam uma batalha de ginásio, e penseou em um plano para socorrermos o navio cargueiro. Agora é noite, e estamos acampados na margem do canal. Estou tendo problemas com a conexão, por isso minhas mensagens estão chegando atrazadas. Tenham paciência que mesmo assim continuarei documentando a viagem.
  • SMS11 21/06 – Pela manhã do dia seguinte colocamos nosso plano em ação, e fiquei impressionado com o conhecimento e criatividade de Jhahir em combinar ataques pokémon. A hélice havia empressado e estava enrolada com uma substancia pegajosa liberada por um pokémon chamado Muk , que provavelmente atravessou o canal e deixou seu rastro na água. Gyarados entrou sob o navio e forçou para o alto, sustentando o peso, enquanto yanma, pidgeotto e Vibrava atacaram a água com rajadas de vento, criando ondas e expondo as hélices. Então chamei snorunt para ajudar. Ele atacou a gosma com raio de gelo, endurecendo ela e congelando. Depois foi a vez de Jhahir mandar se croconaw atacar a gosma congelada com um golpe violento de cauda. O gelo se partiu e quebrou, liberando a hélice do navio. Agora estou festejando o sucesso da missão com todos no acampamento, e no fim do dia estaremos de volta a Ismailia.
  • SMS12 – Voltamos para Ismailia e Jhahir nos disse que a grande quatidade de casas coloniais franco-britanicas eram heranças da construção do atual canal de Suez, onde muitos operários europeus trabalharam. Também disse que Ismailia é um dos principais pontos da liga pokémon do Egito, tendo 750.000 habitantes, incluindo a zona rural. O conhecimento de Jhahir da região era impressionante, e Zack ficou surpreso com o tamanho do interior do ginásio. Agora é noite e estamos hospedados no ginásio pokémon de Ismailia, e amanhã após o almoço Fernando vai batalhar contra Jhahir para tentar ganhar a insígnia do Canal. Estou entusiasmado para documentar essa batalha. Segue uma foto feita aqui em Ismailia. Vocês diriam que estou no Egito?

  • SMS13 22/06 – O ginásio de Ismalia é grande, fica na margem do canal de Suez, e tem vários tanques de água para treinamento dos pokémons. Fernando, eu e Zack ficamos conversando durante toda a manhã sobre estratégias, pois a batalha seria melhor de 3, e quem derrubasse dois pokémons do oponente venceria. Quando Jhahir veio almoçar conosco comentou sobre a arena e para nossa surpresa o canal de Suez era a própria arena. Isso significava que pokémons tipo água teriam grande vantagem.
  • SMS14 – A batalha entre Fer e Jhahir foi emocionante. Fernando começou com pidgeotto, e Jhahir chamou seu Gyarados. O enbate foi forte com a ave de rapina atacando em mergulhos rápidos enquanto o dragão marinho afundava na água e contra atacava com jatos de água. Por fim jhahir surpreendeu, comandando seu Gyarados em um sopre de relâmpago. O pidgeotto de Fernando era fraco contra isso, e meu primo sabia disso, mas sabia também que Gyarados era ainda mais fraco contra ataques elétricos e ordenou um “mirror move”. Pidgeotto rebateu a rajada elétrica e Gyarados foi a nocaute. Jhahir sorriu com isso, pois Fernando estava preparado para contra atacar. Por fim, Jhahir chamou seu croconaw, e Fernando chamou seu Gloom. O round final foi rápido, e Fernando e seu Gloom venceram com um ataque que drenou as energias do crododilo de Jhahir. A insígnia do Canal foi mais do que merecida por meu primo, e Jhahir a entregou com orgulho, dizendo que a liga pokémon era destino certo para o treinador. Zack, por sua vez, desistiu de sua batalha contra o líder de ginásio. Ele era novo ainda, e a perícia de Fernando e Jhahir o fez enchergar que ainda não era capaz de vencer, precisava treinar mais.
  • SMS15 23/06 – Agora é manhã do dia 23 e estamos juntando nossas bagagens para entrar no jeep e seguir pela estrada até Cairo, a capital do Egito. Fernando está lustrando sua insígnia e Jhahir veio se despedir. Zack ficaria com o líder do ginásio de Ismailia para treinar mais, e nos deu um forte abraço. O treinador nos acompanhou desde Port Said até Ismailia, e vai ser estranho vê-lo ficando para trás.
  • SMS16 – Durante a viagem vimos uma manada de Hippopotas, um pokémon hipopótamo que adora areia, e vimos também Spearows voando no céu. Fernando comentou como era importante para o clube Noroeste de São Paulo ter uma insígnia do Egito, e me disse que ele mesmo se surpreendeu ao vencer Jhahir por 2×0. Até eu fiquei com vontade de batalhar e meus pokémons estavam entusiasmados com o Egito. Em Cairo esperamos encontrar o líder do ginásio de Cairo, e Fernando está ansioso por conquistar a insígnia de Gizé.

< VOLTA

ETAPA 2 – CAIRO >

Anúncios